Seule une flamme

Gênero: "Texto/Short Story"

Algumas pessoas tem suas melhores inspirações, suas melhores ideias em momentos de descanso da mente. Durante a noite, durante o banho. Miss Flame.



Senhorita das chamas. Era como lhe chamavam.

Não porque tivesse cabelos vermelhos ou fosse piromaníaca. Mas porque a quantidade de corações que já haviam batido mais forte por ela era algo notável.
Embora tivesse tal apelido, detestava o calor. A noite era sua amiga, e durante a noite era quando sua inspiração surgia. Costumava tomar banho durante a madrugada, pois a quietude da noite em contraste com o ruído da água batendo em seu corpo libertava sua mente.
E no calor do seu banho, ela escrevia suas ideias no vapor do vidro que embaçava a imagem de seu corpo nu. As ideias surgiam como a chuva que escorria por sua nuca. A mente é como um animal enjaulado, e neste momento o animal estava correndo livremente. Ideias e sensações surgiam e escorriam, passando pela ponta de seus dedos e ficando no vidro, onde teriam uma curta vida ou seriam eternizadas. Ou simplesmente caíam e iam embora pelo ralo.
Assim era sua vida, sentimentos e ideias passageiras que escorriam pelo seu corpo, se esvaindo pelo ralo. Alguns indo parar no vidro do box do banheiro, poucos com o destino de serem eternizados numa obra de arte.

Ele fora escrito no vidro-espelho. Enquanto via outros sentimentos escorrerem pelo ralo, se perguntava qual seria seu destino. Não sabia quando o banho terminaria ou quando seria apagado ou reescrito. Então ficava a admirar a dama das chamas a se inspirar, em seu banho de vapores, ideais, sentimentos e inspirações. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário